A São Bernardo e você
São Bernardo Previdência Privada

 

| Recebimento dos Benefícios | Aposentadoria |
Incapacidade | Morte |

Aposentadoria

Pagamento de Aposentadoria

Conforme as opções feitas pelo Participante, em caso de aposentadoria (veja a Nota no fim desta página) os benefícios serão pagos da seguinte forma:

1. uma parcela de até 25% do saldo da Conta Total do Participante em pagamento único;

2. o restante será pago numa destas duas formas, que o Participante já terá escolhido antecipadamente:

primeira opção - pagamentos mensais de um número igual de quotas, durante certo número de anos, definido pelo Participante, e que não pode ser menor que cinco anos nem maior que 25 anos.

Ao estudar esta opção, não esqueça que você vai estar retirando um certo número de quotas por mês do seu saldo durante o prazo que tiver escolhido. No fim desse prazo, a poupança vai estar zerada.

segunda opção - um benefício de renda mensal, calculado a cada mês para o pagamento do mês seguinte, que o participante escolhe ser entre 0,2% e 1,5% do saldo da sua conta em quotas.

Nesta opção você resgata todo mês um porcentual do valor em reais do seu saldo. Se o porcentual resgatado for equivalente ao rendimento que o Plano teve no mês anterior, o seu pecúlio continuará sempre inteiro.

Duas formas de pagamento

Um número fixo de quotas? Ou uma porcentagem do seu saldo cada mês?

Para tomar esta decisão, vai ser bom estudar o histórico da rentabilidade dos investimentos da São Bernardo e fazer algumas simulações de cálculos veja a página Simulador). As duas opções de pagamento do seu benefício são bem distintas, é bom que elas sejam bem entendidas.

Se você optar pela primeira, sabe que todo mês estará retirando do seu fundo um número fixo de quotas, que você recebe transformadas em reais. Como o valor da quota é atualizado mensalmente segundo o rendimento do fundo, a sua retirada mensal deverá ser sempre crescente.

Para equilibrar mais os recebimentos mensais, você pode definir inicialmente um prazo mais curto (e vai receber mais por mês) e depois pedir para estender o prazo da aposentadoria, quando achar que, com o rendimento do fundo, o valor do seu saldo já cresceu o suficiente.

Se você optar pela segunda, lembre-se de que a porcentagem do saldo que você escolher deve estar de acordo com o que as aplicações vão continuar rendendo.

Queremos dizer o seguinte: vamos supor que, quando você estiver para se aposentar, a média histórica do rendimento tenha sido 1,2% ao mês. Se você optar por receber por mês 1,5% do saldo da sua conta, vai estar retirando tudo que o capital rendeu no mês mais uma pequena parte do próprio capital - sem esquecer que você sempre tira 13 parcelas anuais. Nesse ritmo, o seu saldo na São Bernardo vai diminuindo mês a mês, com velocidade crescente, e o mesmo acontece com o valor em reais de suas retiradas.

É claro que, qualquer que seja a opção escolhida, você vai estar contando também com sua aposentadoria pelo INSS e com a poupança em separado que você tiver feito.

Bem, na hora de decidir é importante considerar com muito cuidado todos os fatores envolvidos, mas isso não é crítico. Se no fim você não ficar satisfeito com a forma que programou para receber sua aposentadoria, não faz mal - duas vezes por ano, em março e setembro, você pode alterar de novo tanto a forma como o prazo de recebimento. A única restrição é que você nunca poderá receber o total do seu benefício em prazo inferior a cinco anos.

Para isso, naquelas oportunidades, você receberá mensagem para exercer sua opção.

 

Nota: Você pode notar que o Regulamento faz referência a duas qualidades de aposentadoria, a Aposentadoria Antecipada e a Aposentadoria Normal. Você não deve se preocupar. Para fins práticos as duas são a mesma coisa.

Nesta página você tem apenas as principais informações. Para uma informação mais completa veja no Regulamento também seções 8.1 - 8.2 - cap. X