A São Bernardo e você
São Bernardo Previdência Privada

 

| Política de Investimentos | Análise dos Investimentos | Composição do Patrimônio |

  | Rentabilidade das Quotas |

Rentabilidade das Quotas

               

 

Variação mensal

PER͍ODO

SB Pós/São Bernardo (1)

SB Zero

SB 20

SB 40

 

Valor no final do período R$ Rentabilidade Valor no final do período R$ Rentabilidade

Valor no final do período R$

Rentabilidade

Valor no final do período R$

Rentabilidade

jun/11

1

1

 

1

 

jul a dez/11

1,06345437
6,35%

1,04153791

4,15%

1,01935397

1,94%

 ano 2012

1,22259677
14,97%

1,20498398

15,69%

1,18481080

16,23%

ano 2013

1,03628980

3,630% (2)

1,20608806

-1,35%

1,18698955

-1,49%

1,17179261

-1,10%

ano 2014

1,14513817

10,50%

1,33365478

10,58%

1,28895088

8,59%

1,23853049 

5,70%

ano 2015
1,29449617

13,04%

1,48834776

11,60%

1,38469935

7,43%

1,27136038 

2,65%

jan/16

1,30831668
1,07%
1,50994225
1,45%
1,39338922
0,63%
1,26564268
-0,45%
fev/16
1,32103249
0,97%
1,52604618
1,07%
1,41505471
1,55%
1,29358675
2,21%

mar/16

1,33603609
1,14%
1,54410066
1,18%
1,45218429
2,62%
1,35253729
4,56%
abr/16
1,35020229
1,06%
1,55978110
1,02%
1,47966748
1,89%
1,39305455
3,00%

mai/16

1,36489663
1,09%
1,57768546
1,15%
1,47778183
-0,13%
1,37200013
-1,51%

jun/16

1,38068714
1,16%
1,59608651
1,17%
1,50795676
2,04%
1,41224009
2,93%

jul/16

1,39607496
1,11%
1,61410465
1,13%
1,55213633
2,93%
1,47848637
4,69%

ago/16

1,41291301
1,21%
1,63338251
1,19%
1,56716829
0,97%
1,49000500
0,78%

set/16

1,42839285
1,10%
1,65355106
1,23%
1,58108988
0,89%
1,49801943
0,54%

out/16

1,44322179
1,04%
1,66921012
0,95%
1,62316783
2,66%
1,56007059
4,14%

nov/16

1,45820463
1,04%
1,68210776
0,77%
1,61312815
-0,62%
1,53324090
-1,72%

dez/16

1,47428831
1,10%
1,70398008
1,30%
1,62615889
0,81%
1,53737256
0,27%

acumulado ano 2016

13,89%
14,49%
17,44%
 
20,92%

jan/17

1,49004830
1,07%
1,72548710
1,26%
1,66601459
2,45%
1,59287862
3,61%

fev/17

1,50289272
0,86%
1,75343680
1,62%
1,69937225
2,00%
1,63025920
2,35%

mar/17

1,51853295
1,04%

1,77164710

1,04%
1,70693205
0,44%
1,62895880
-0,08%

abr/17

1,53039213
0,78%
1,78069267
0,51%
1,71825163
0,66%
1,64271578
0,84%

mai/17

1,54461219
0,93%

1,78691759

0,35%
1,70991383
-0,49%
1,62086435
-1,33%

jun/17

1,55735603
0,83%

1,80008977

0,74%
1,72236542
0,73%
1,63212079
0,69%

jul/17

1,56972331
0,79%

1,82823926

1,56%
1,75908841
2,13%
1,67597587
2,69%

ago/17

1,58208829
0,79%

1,84467494

0,90%
1,792449817
1,90%
1,72375751
2,85%

set/17

1,59213478
0,64%

1,86390554

1,04%
1,82527226
1,83%
1,76855267
2,60%

out/17

1,60225267
0,64%

1,87029845

0,34%
1,82810424
0,16%
1,76830471
-0,01%

nov/17

1,61117352
0,56%

1,87624179

0,32%
1,82153833
-0,36%
1,75013336
-1,03%

dez/17

1,61961152
0,52%

1,88708437

0,58%
1,84712565
1,40%
1,78882263
2,21%

acumulado ano 2017

9,86%
10,75%
13,59%
 
16,36%

jan/18

1,62872241
0,56%

1,90927292

1,18%
1,89199079
2,43%
1,85336277
3,61%

fev/18

1,63648941
0,48%

1,91856931

0,49%
1,91059224
0,98%
1,88044385
1,46%

mar/18

1,64435729
0,48%

1,93313934

0,76%
1,91148275
0,05%
1,86916637
-0,60%

abr/18

1,65266755
0,51%

1,94305929

0,51%
1,92724023
0,82%
1,89035033
1,13%

mai/18

1,66100165
0,50%

1,94241875

-0,03%
1,89459429
-1,69%
1,82585134
-3,41%

acumulado ano 2018

2,56%
2,93%
2,57%
 
2,07%

acumulado desde jun/11

 
66,100%(3)
94,242%
89,459%
 
82,585%

 

 

 

 

(1) SB Pós até abril/2015 e São Bernardo a partir de maio/2015

(2) Agosto a dezembro de 2013

(3) Agosto de 2013 a abril de 2018

 

 Rentabilidade da Renda Fixa São Bernardo

 PERÍODO

DI

SB Pós

SB Zero

 

 

 

 

jul a dez/11

5,76%

6,35%

2012

8,40%

14,96%

2013

8,06%

-1,35%

2014

10,81%

10,50%

10,58%

2015

13,24%

13,04%

11,60%

2016

14,00%

13,89%

14,49%

2017

9,93%

9,86%

10,75%

jan/18

0,58%

0,56%

1,18%

fev/18

0,46%

0,48%

0,49%

mar/18

0,53%

0,48%

0,76%

abr/18

0,52%

0,51%

0,51%

mai/18

0,52%

0,50%

-0,03%

 

Rentabilidade da Renda Variável São Bernardo

 PERÍODO

Ibovespa

Renda Variável São Bernardo

jul a dez/11

-9,06%

-5,21%

2012

7,40%

18,63

2013

-15,50%

-1,16%

2014

-2,91%

-1,77%

2015

-13,31%

-9,20%

2016

38,94%

29,55%

2017

26,86%

26,70%

jan/18

11,14%

9,71%

fev/18

0,52%

1,17%

mar/18

0,01%

-0,20%

abr/18

0,88%

0,45%

mai/18

-10,87%

-9,29%

 

     

                Clique nos períodos para ver o quadro com a Rentabilidade das Quotas em:

                junho/06 a junho/11

                julho/11 a dezembro/11

                2012

                2013

                2014

                2015

                2016

                2017

 

 

ATENÇÃO!

Rentabilidade do Perfil SB ZERO

 

 A significativa redução na taxa de juros ocorrida no Brasil tem exigido da Direção da São Bernardo a diversificação nas aplicações em Títulos de Renda Fixa, visando à� obtenção dos melhores níveis de rentabilidade possível no Perfil SB Zero e, por via de consequência, nos Perfis SB 20 e SB 40.

 

Os títulos que oferecem melhores condições de rentabilidade trazem em seu bojo certo grau de volatilidade. Isso resulta do fato de todos os títulos terem que ser, obrigatoriamente, registrados de acordo com a sua cotação de mercado. Assim, quando a taxa de juros cotada no mercado sobe para um patamar superior à� taxa de juros de aquisição desses títulos, o preço desses títulos cai, gerando uma rentabilidade negativa, sendo positiva no caso inverso (como observado em grande escala em 2012, quando o Perfil SB Zero apresentou uma rentabilidade de aproximadamente 15%).

 

Resumindo, esses títulos podem em um mês apresentar uma baixa rentabilidade ou mesmo uma rentabilidade negativa, ainda que a mesma venha a ser compensada em meses posteriores e vice-versa. 

Isso ocorre principalmente com os títulos denominados NTN-B que rendem uma taxa de juros mais a inflação do período, títulos esses que representam aproximadamente 35% das aplicações em Renda Fixa da São Bernardo. Logicamente esses títulos foram adquiridos com taxas de juros adequadas para o momento e somente podem resultar na rentabilidade positiva de suas características de aquisição, ou seja, inflação do período mais juros. Isso seria observado facilmente se os mesmos fossem contabilizados com base em suas condições de aquisição ou como o mercado costuma se referir, se fossem registrados na curva. Como já mencionado, as regras atuais exigem que todos os títulos sejam registrados pela sua cotação de mercado, consequentemente, provocando as oscilações que têm sido e que podem ainda vir a ser observadas.

 

SĂo Bernardo PrevidÊncia Privada

Diretoria Executiva e ComitÊ de Investimentos